Nós Ajudamos…

Há sempre quem precise

Saiba Mais...

Podemos fazer mais…

...Há sempre muitas formas de o ajudar

Saiba Mais...

Venha conhecer-nos…

... Saiba como o podemos fazer por si

Saiba Mais...

Participe neste Inquérito

O Centro de Apoio ao Doente Oncológico (CADO) pretende efetuar um estudo para conhecer melhor a população do Alto Minho e as situações de cancro e os que maior incidência têm no Alto Minho.

Participe Neste Inquérito

Este questionário procura identificar e analisar a incidência de diferentes casos de cancro, no Alto Minho. Algo ainda pouco desenvolvido na região e que permitirá, por exemplo, elaborar uma estatística detalhada sobre os tipos de cancro, por concelho.

Saiba Mais...

Últimas Notícias

CADO cria protocolo com União de Freguesias de Vila e Roussas

O CADO, Centro de Apoio ao Doente Oncológico, e a União de Freguesias de Vila e Roussas assinaram um protocolo onde a junta disponibiliza um subsídio anual para o transporte de doentes oncológicos. Desde o início de atividade, que o CADO tem recebido um crescente número de pedidos de apoio para situações externas ao Centro, nomeadamente no que respeita a consultas, exames e tratamentos – maioritariamente no IPO, Porto. Até ao momento são os voluntários e os apoios que a associação tem conseguido que permite levar a cabo este trabalho para melhorar ainda mais a qualidade de vida do doente oncológico.   […]

Dia Europeu do Melanoma | 11 de Maio

O Dia Europeu do Melanoma celebra-se a 11 de maio, e a data surgiu em 1999, tendo Portugal se juntado a esta comemoração, também conhecida como “Euromelanoma”, no ano 2000. Este dia visa alertar a população para os perigos da exposição solar excessiva e os malefícios que esta pode originar na pele. O melanoma é o tipo de cancro da pele mais grave. Todos os anos, surgem mais de 10 mil novos casos de melanoma em Portugal. No Dia Europeu do Melanoma várias instituições hospitalares organizam rastreios gratuitos junto da população tendo-se já analisado 450.000 pessoas neste dia. Como identificar o melanoma? […]

Carnes frias, by Fernando Eloy

A semana passada deixei de comer chouriços. E presunto. E fiambre. E mortadela!!! Esta semana deixei de comer queijo. “Afecta a mesma molécula das drogas duras”, dizia um estudo. Eu não quero ter nada a ver com isso, gosto muito de queijo, mas não quero ter nada a ver com drogas, muito menos ser visto como um agarrado ao queijo. Acabou-se com o queijo cá em casa. Também já tinha acabado com o pão, por isso… O mês passado deixei de beber vinho branco. Um estudo dizia que fazia mal a não sei quê. Se calhar era cancro também. Passei […]

O CADO ESTÁ AQUI PARA AJUDAR

O Centro de Apoio ao Doente Oncológico ao concentrar num só espaço os mais urgentes apoios de âmbito oncológico, num local com porta aberta, onde toda a população pode ser atendida de imediato, de uma forma simples, anónima, e sem burocracias, torna-se um porto de abrigo, para o doente e família. Tem como missão apoiar os doentes, apoiar a família. Ajudá-los a enfrentar a doença, conhecendo-a e oferecendo todo o apoio possível aos mais variados níveis: psicológico, social, enfermagem e médico. Vai desenvolver um trabalho dedicado a pessoas com cancro e suas famílias e por isso oferece serviços como apoio social nas questões emergentes, apoio psicoterapêutico para o utente/família e terapia ocupacional. Ajuda ainda o portador de cancro durante todo o período de tratamento. Tem como objectivo o auxílio na saúde, na comparticipação de medicamentos, próteses, suporte alimentar, transportes para tratamentos, compra de material hospitalar específico, empréstimo de equipamentos hospitalares como: cadeira de rodas, cadeira higiénica, cama articulada, canadianas, o apoio psico-terapêutico do doente e da família, entre outros.