Nós Ajudamos…

Há sempre quem precise

Saiba Mais...

Podemos fazer mais…

...Há sempre muitas formas de o ajudar

Saiba Mais...

Venha conhecer-nos…

... Saiba como o podemos fazer por si

Saiba Mais...

Participe neste Inquérito

O Centro de Apoio ao Doente Oncológico (CADO) pretende efetuar um estudo para conhecer melhor a população do Alto Minho e as situações de cancro e os que maior incidência têm no Alto Minho.

Participe Neste Inquérito

Este questionário procura identificar e analisar a incidência de diferentes casos de cancro, no Alto Minho. Algo ainda pouco desenvolvido na região e que permitirá, por exemplo, elaborar uma estatística detalhada sobre os tipos de cancro, por concelho.

Saiba Mais...

Últimas Notícias

Um terço dos tumores podiam ser evitados com vida saudável

Especialistas garantem que muito há a fazer na prevenção, desde as famílias às escolas, passando pelas juntas de freguesia. Ter ou não ter cancro. É tudo uma questão de sorte? De mutações aleatórias nos genes? Pode ser. Mas também é verdade que há estilos de vida que favorecem o aparecimento de determinados tumores. Pelo menos é o que nos garantem os resultados das investigações científicas realizadas até agora e que dão como certo que cerca de um terço dos cancros podiam ser evitados com a adoção de estilos de vida mais saudáveis. No Dia Mundial da Luta contra o Cancro, […]

2 e 3 de Fevereiro realiza-se o II Encontro Ibérico de Oncologia em Oiã

Neste novo ano, o Centro de Apoio ao Doente Oncológico (CADO) realiza o segundo encontro ibérico de oncologia, que terá lugar nas instalações do Talaso Atlántico em Oiã, parceiro deste evento. Esta segunda edição, que tem lugar em Espanha, tem uma co-organização importante para a divulgação e trabalho da associação. Além disso, fazem parte deste evento, algumas associações galegas que trabalham a nível oncológico, valorizando este seminário que pretende ser uma referência na parte Norte Litoral da Península Ibérica. Sara Covas da Costa, Ana Simas, Maria José Dias, Salvador Ramos Rey e Lourdes Vasquez são alguns dos nomes presentes neste […]

Novembro, o Bigode está na moda!

Em Outubro teve lugar a prevenção do Cancro da Mama, conhecido com o “Outubro Rosa”. Esta iniciativa pede para as mulheres usarem rosa para alertar a população sobre os riscos do cancro de mama, a campanha Novembro Azul chega para alertar os homens para a importância do diagnóstico precoce do cancro da próstata. A primeira vez que se ouviu falar na “moda do bigode” durante o mês de Novembro, foi no mundo do rugby, em que várias equipas se apresentam em campo, durante este mês, exibindo os seus bigodes. Este movimento nasceu na Austrália, em 1999, e na época era […]

Vale a pena ler: JOANA SOUSA CARDOSO E O CANCRO DA MAMA

Joana não tem cancro. Era assim que este texto deveria começar mas, infelizmente, a verdade é outra. Aos 30 anos, Joana Sousa Cardoso tem novamente cancro da mama. Depois de ter vencido a doença há cerca de cinco anos, tinha na altura 26, a arquiteta, casada com o músico Mico da Câmara Pereira, voltou, nos primeiros meses de 2013, a ser confrontada com um diagnóstico de tumor maligno, uma situação que volta a trazer a lume receios antigos. «Apesar de ter consciência da doença que tenho, também me mentalizo que não tenho cancro. Pelo menos é essa a ideia que […]

O CADO ESTÁ AQUI PARA AJUDAR

O Centro de Apoio ao Doente Oncológico ao concentrar num só espaço os mais urgentes apoios de âmbito oncológico, num local com porta aberta, onde toda a população pode ser atendida de imediato, de uma forma simples, anónima, e sem burocracias, torna-se um porto de abrigo, para o doente e família. Tem como missão apoiar os doentes, apoiar a família. Ajudá-los a enfrentar a doença, conhecendo-a e oferecendo todo o apoio possível aos mais variados níveis: psicológico, social, enfermagem e médico. Vai desenvolver um trabalho dedicado a pessoas com cancro e suas famílias e por isso oferece serviços como apoio social nas questões emergentes, apoio psicoterapêutico para o utente/família e terapia ocupacional. Ajuda ainda o portador de cancro durante todo o período de tratamento. Tem como objectivo o auxílio na saúde, na comparticipação de medicamentos, próteses, suporte alimentar, transportes para tratamentos, compra de material hospitalar específico, empréstimo de equipamentos hospitalares como: cadeira de rodas, cadeira higiénica, cama articulada, canadianas, o apoio psico-terapêutico do doente e da família, entre outros.